Se em fevereiro tem carnaval como diz a clássica música de Jorge Ben Jor, o brasileiro fã de Heavy Metal terá um ótimo disco para curtir enquanto o povo sacoleja o popô.

Essa semana, precisamente na última segunda-feira 27 de dezembro, uma das bandas mais icônicas do nosso cenário, o Hibria, anunciou o tão aguardado sétimo álbum de estúdio.

O trabalho, sétimo na carreira do grupo, marca o retorno da banda após uma completa reformulação, tendo o guitarrista e fundador Abel Camargo contando também com Bruno Godinho na segunda guitarra, o baixista Thiago Bonga, o baterista Otavio Quiroga e Victor Emeka nos vocais.

Godinho, além das próprias linhas, foi o responsável pela produção do álbum junto a Camargo. Já a capa foi realizada pelo ilustrador Gustavo Pelissari, com a supervisão de Emeka, que dirigiu todo o projeto artístico da obra. Este será o primeiro trabalho de estúdio do Hibria desde Moving Ground (2018), disco que culminou na quase total dissolução da formação da banda após o lançamento.

Me7amorphosis está previsto para estrear em 23 de fevereiro no Japão, onde o grupo conseguiu demasiada notoriedade, e nós brasileiros poderemos curtir esse petardo um pouquinho depois, no dia 25.

Para se ter uma pequena amostra do que esperar dessa nova encarnação, confira o single Fearless Will lançado em 2019.

Nascido no interior de São Paulo, jornalista e vocalista da Sacramentia. Autor do livro O Teatro Mágico - O Tudo É Uma Coisa Só. Fanático por biografias e colecionismo.