[RESENHA] – ANGRA “HOLY LAND” (1996)

Em 1500, ou por volta disso, os portugueses cruzaram os mares em busca do rico comércio indiano. No entanto, num erro de rota acabaram...

[RESENHA] – OVERFUZZ – BASTARD SONS OF ROCK ‘N’ ROLL (2015).

"Bastard Sons of Rock 'n' Roll" Primeiro álbum de estúdio da Overfuzz, gravado na cidade histórica de Pirenópolis (GO), no Estúdio Rocklab, com produção de Gustavo...

[RESENHA] – KLIAV (2015)

Que porrada, amigos, que senhora porrada. Desde meu primeiro contato com o som dessa banda eu senti toda a energia que esse quarteto tem...

[RESENHA] – MONSTRACTOR “RECYCLING THRASH” (2015)

Esse disco é para aqueles que não negam um bom e tradicional Thrash Metal. Aquele de raiz, feito pra te destruir e destruir todos...

[RESENHA] – DOIS CONTRA O MUNDO – BASTTARDOS (2013)

Poucos artistas na atualidade conseguem criar uma sonoridade tão cadenciada e ao mesmo tempo sem se auto-rotular. Estamos falando dos cariocas do Basttardos, banda...

[RESENHA] – WHO DA FUCK ARE YOU? – JÄILBÄIT (2014)

Em 201 perdemos o saudoso Lemmy Kilmister, mas o que não podemos negar é o legado que deixou para a história do rock. Um...

[RESENHA] – DPR – FILOSOFIA DE RUA PART 1 – REALIDADE DAS RUAS (2016).

DPR - (Do protesto à Resistência), teve seu início em 2007 na selva caótica de pedra São Paulo, desde seu início a ideia era...

[RESENHA] – COLETÂNEA ROADIE METAL VOLUME 5 (2015)

Infelizmente não tive a oportunidade de ver este trabalho crescer, porém ouço/leio muitos elogios em cima deste e orgulhosamente faço parte da equipe do...

[RESENHA] – FACÇÃO CAIPIRA – HOMEM BOM (2015)

É tão bom ver bandas surgindo e trazendo uma sonoridade diferente e de grande qualidade, felicidade transborda ao ver bandas nacionais atingindo essa excelência, com letras cantadas em português e elementos...

[RESENHA] – NDK – NDK (2015)

O Rock é um gênero musical muito abrangente e vasto, com infinitas possibilidades, como a mistura de outros gêneros para abrir mais portas e novos caminhos. A banda NDK...

RECENTES